Xuan Kong Fei Xing – Evolução Histórica


120812-med

Xuan Kong Pai, ou a Escola do Vazio Misterioso como o nome sugere, possui uma história e um desenvolvimento envolto em muitos segredos. Descortinar tais “Segredos do Céu“, torna-se, portanto, uma fonte de pesquisa fascinante e difícil para os estudantes de Feng Shui. O nome Xuan Kong, na verdade, significa Espaço (um mistério) e Tempo (um vazio).

         De acordo com Ceng-Wen-Shan em seu livro Qing-Nang-Xu, escrito na Dinastia Tang (618-907 d.C.), Guo Po (276-324), da Dinastia Jin, começou a passar a Arte do Xuan Kong aos seus discípulos. No tempo da Dinastia Tang, Yang Jun-Song tinha mencionado no seu livro Qing-Nang-Ao-Yu que:

 “a relação do Ci-Xiong (energias Yin e Yang) se expressam no Xuan Kong“

 e que se deve…

“olhar  para o Wu Xing para se compreender o Xuan Kong“

         Ele também mencionou que os segredos do Tempo-Espaço encontravam-se no “Ai-Xing-Shu“ (método da Distribuição das Estrelas numa carta). Entretanto, Yang nunca divulgou como isso era feito.

         A Arte passou para Wu Jing-Luan (também chamado de Wu Zhong-Xiang – ? – 1068), durante a Dinastia Song (960 – 1279). Ele era originário do antigo país Dexing (atualmente província de Jiangxi), e seus conhecimentos seguiam uma linha hereditária baseada na sabedoria do seu avô Wu Fa-Wang (perito em Astrologia e Feng Shui) e do seu pai (discípulo direto do famoso Chen Tuan – região de Huashan).

         Em 1041, a Corte Imperial convidou-o a se tornar um Conselheiro Real, cargo esse, que lhe causou muitos problemas. Quando lhe foi perguntado sobre o Yin Zhai imperial, ele teria sido muito franco, e dito que o lugar tinha um Vento Kun (Yin Chi), que iria afetar o Imperador e a sua futura esposa. O Imperador Sun Renzhong, ao ouvir as palavras de Jing-Luan, ficou tão irritado que o prendeu. E ele não foi solto até que Renzhong morresse e seu herdeiro real Huizhong o perdoasse.

          Após a sua soltura, Jin-Luan se tornou um eremita, passando o resto da vida em uma caverna em Baiyunshan (Montanha da Nuvem Branca). Ele transmitiu o Conhecimento para sua filha, e escreveu muitos livros de Astrologia Kan Yu, incluindo “Li Qi Xinyin“ (Princípios do Qi do Coração) e “A Explanação de Mestre Wu sobre o Yi“.

         Mais tarde, essa Arte passou para Jiang Da-Hong (Província de Jianshu) durante o final da Dinastia Ming (1368-1644). Jiang Da-Hong afirmava que tinha obtido as genuínas transmissões de Wu Jing-Lian, mas que não ousaria quebrar o denominado “Juramento de Silêncio sobre as Leis do Céu“. Seu discípulo por mais de 20 anos, Jian Tu teve que dar uma grande quantidade de ouro para os gastos fúnebres do professor para que ele revelasse, mesmo relutantemente, os Segredos das Estrelas Substitutas (ou de Recolocação).

         Mantendo a Tradição sobre “Aquele que não deve divulgar os Segredos do Céu“, nenhum desses mestres, desde a Dinastia Jin até Qin (quase 1500 anos!) explicou como as Estrelas “voavam“ em seus livros escritos para o público em geral. O segredo da órbita das 9 Estrelas foi passado oralmente via discipulado ou tradição familiar, e devido a extrema cautela envolvendo a transmissão dessa Arte, o Feng Shui das Estrelas Flutuantes começou a morrer e assim permaneceu até a metade da Dinastia Qing (1644-1911), quando houve um renascimento cultural da Tradição Song, incluindo o Feng Shui.

         Shen Zhu-Nai, do final da Dianstia Qing, e que fez muitos esforços em vão tentando estudar o legado de Jiang Da-Hong, decidiu procurar os segredos do Xuan Kong em Jianshu. Em 1873, ele partiu com o amigo-discípulo Wu Bo-On para a cidade de Wu-Xi, buscando encontrar o filho do Mestre Zhang Zhong-Shan, este último, um discípulo de Jian Da-Hong. Finalmente, após meses de infrutíferas pesquisas, eles encontraram um manuscrito familiar chamado “Yin–Yang Liang Zhai-Lu-Yan“ (Gravação da Experiência das Moradas Yin e Yang) sobre os escritos e notas das consultorias de Zhang Zhong-Shan, e guardado como tesouro pelos descendentes. Após muitas conversas e uma grande soma em dinheiro à família, ambos conseguiram olhar rapidamente o manuscrito. Eles secretamente copiaram as anotações, e a partir daí começaram a estudá-la em detalhes.

         Depois de muitos anos, Shen ainda não tinha decifrado o segredo, até que um dia ele percebeu por acaso (quando estava comparando o Luo Shu com o Yin Jing), que as Estrelas não ficavam fixas, mas “voavam“ através de uma órbita padrão de acordo com o ciclo do tempo e a orientação da casa. Ele comparou suas teorias com as anotações de Zhang, e observou que ambas coincidiam. Com esse novo paradigma, Shen reestudou todos os escritos dos mestres de Xuan Kong do passado, descobrindo de uma vez por todas os códigos por traz das mensagens.

         Quando estava vivo, Shen Zu-Nai teve muitos discípulos. Ele começou a escrever sobre o seu trabalho num livro chamado “Shen Shi Xuan Kong“ (Estudos de Shen sobre o Vazio Misterioso), mas acabou morrendo antes de terminá-lo. A publicação da obra foi realizada em 1927, após a mesma ser completada pelo seu filho Shen Zhao-Min e seu amigo e discípulo Jiang Yu-Cheng. O livro incluía a explanação de como eram estabelecidos os padrões das Estrelas Voadoras, e as anotações práticas de Zhang Zhong-Shan. Depois de alguns anos, em 1933, uma reedição foi feita, e a ampliação da obra de 4 para 6 capítulos, com escritos de amigos, discípulos e de mestres do passado. Foi re-intitulado como “Estudos de Shen sobre o Vazio Misterioso – Ampliado“.

         Durante o desenvolvimento do Xuan Kong Fei Xing, devido principalmente a obscuridade das informações do “Ai-Xing-Shu“ (método da Distribuição das Estrelas numa carta), houveram muitas suposições e conjecturas, reforçando, por conseguinte, o surgimento de inúmeras Escolas de interpretação, e muitos métodos falsos. Alguns falsos métodos encontrados foram:

  • A forma rígida de olhar para o Qi de um Trigrama. Não importa qual seja a Direção do Assentamento ou da Face. O Período 1 pertence ao Kan Qi, o 2 ao Kun Qi, o 3 ao Zhen Qi, o 4 ao Xun Qi, o 5 ao Jen e ao Kun Qi, o 6 ao Chien Q, o 7 ao Dui Q, o 8 ao Jen Qi e o 9 ao Li Q;
  • O padrão rígido de distribuição do Qi. Não importa qual estrela está no Palácio Central. A Estrela que voa para o Palácio de Qian sempre terá Wang (Próspero) Qi e a Estrela que voar para o Palácio de Xun terá sempre o Tong Gua Qi (Trigrama de Comando). Dessa forma, qualquer casa que está assentada ou faceada nos Palácios Qian ou Xun (ou seja, nas inter-cardinais SE e NW) sempre será auspiciosa.
  • Os Trigramas da Mãe e do Pai sempre voam reversas, independente da direção da Face;
  • A Estrela da Face voa de acordo com o Mapa da Estrela do Período, mas a Estrela do Assentamento voa apenas de acordo com o Mapa do Período 5;
  • Usar o par de combinações do He Tu para mudar o valor das Estrelas. No Período 1, o 6 adiciona 1; no Período 2, o 7 adiciona 1; no Período 3, o 8 adiciona 1; no Período 4, o 9 adiciona 1,e assim sucessivamente;
  • Os 4 Tipos de Mapas (Wang Shan Wang Shui, Shan Shan Xia Shui, Double Facing e Double Sitting) não modificam nunca, mesmo quando ocorre a mudança de período;
  • Numa casa formada pelos Mapas Especiais (Fu Mo San Poon Gua – 3 Períodos, 10 Castle Gates – Soma 10, ou Estruturas Condicionais) não é necessário fazer nada, pois ela será auspiciosa, independentemente das condições;

         Existiram milhares de interpretações, fazendo com que o Xuan Kong se tornasse a mais misteriosa e confusa escola da época. No início da Dinastia Qing, haviam 5 escolas maiores fundadas na China:

  • Dian Nan Pai, por Fan Yi-Bin;
  • Wu Chang Pai, por Zhang Zhong-Shan;
  • Su Zhou Pai, por Xu Di-Hui;
  • Xiang Chu Pai, por Yin You-Ben;
  • Guang Dong Pai, por Cai Min-Shan;

         Embora todos afirmassem que Jiang Da-Hong era o Mestre Essencial, nenhumas dessas escolas conversavam entre si, já que cada uma se considerava como a única e verdadeira escola iniciada pelos Mestres Ancestrais. Dessa maneira, a mistificação e os enganos permaneceram e continuam até nos dias de hoje, através dos ensinamentos mal interpretados daquela época.

         O que se torna importante esclarecer é que o Xuan Kong Fei Xing existia desde a Dinastia Jin (há mais de 1500 anos), mas seus segredos foram revelados satisfatoriamente, somente a partir de 1920, por Shen Zhu-Nai. Esse livro influenciou enormemente a prática do Feng Shui na China moderna, Hong Kong e Sudeste da Ásia. Uma nova geração de Mestres, como Bai He Ming, e Wan Wen-Huo publicaram edições anotadas da obra de Shen. Assim sendo, juntamente com a Ba Zhai Pai e a Xing Shi Pai (Forma), a Tradição do Vazio Misterioso da Estrelas Voadoras é uma das mais populares Escolas do Kan Yu Clássico na atualidade.

Linha de Mestres do Xuan Kong Fei Xing

Guo Pu (276-324)

Yang Jun-Song (Dinastia Song)

Wu Jing-Luan (? -1026)

Jiang Da-Hong (Dinastia Ming)

Zheng Zhong-Shan (Final da Dinastia Ming)

Shen Zhu-Nai (Início da República)